terça-feira, 15 de maio de 2012

MORRE CARLOS FUENTES: O ESCRITOR DA IDENTIDADE MESTIÇA MEXICANA





 Carlos, querido, não acredito em alma e sei que você não lerá este réquiem.
 Pero, porém, você deve ter tido escritores que o influenciaram e os guardou com carinho na sua memória emocional. Sabe o que isto significa e certamente prestou homenagem póstuma para alguns deles.
Entonces, quer dizer, então,  que esta homenagem sem receptor chegue até o fluxo cósmico de luz para o qual você retornou. É minha forma de expressar a emoção que sinto com a perda de uma das minhas influências mais decisivas.
Simples: Depois de crescer como caboco em Manaus e ir morar no Rio de Janeiro, no retorno para minha cidade,  já havia perdido quase todas as referências infantis, destruídas pela industrialização.
Foi então que li seu livro EU E OS OUTROS. Nele, você, que não nasceu no México, e não falava espanhol , ao retornar a pátria de sua família começou o caminho de volta  para recuperar sua identidade mexicana.
Este seu roteiro de volta me marcou. A mim e a minha literatura.
Sei que amanhã muitos "literatos",  acostumados a reiterar o que o  mercado aprovou , farão apologia de sua obra, mesmo sem conhecê-la ou conhecendo-a superficialmente.
Conheço alguns destes que são capazes de perseguir e até matar colegas que preferem outros circuitos de circulação, que não o da indústria editorial  e da superficialidade dos factóides.
Estes não entenderam você e são idiotas , gigolôs da literatura.
Esta homenagem é sincera.
Nos encontraremos um dia, nem que seja na memória coletiva! 

3 comentários:

  1. BELO TEXTO,
    PRECISO DO SEU ENDEREÇO PARA ENVIAR-LHE MEU NOVO LIVRO...

    ResponderExcluir
  2. REPUBLIQUEI SEU TEXTO NO MEU BLOG, OBRIGADO

    ResponderExcluir
  3. Rogel, estou com um novo ebook de contos pronto. Gostaria da sua apreciação antes de colocá=lo na editora virtual do movimento de autores independente. Posso enviá-lo ´para seu email?
    Meu enderço é o da Universidade Fedral do Amazonas- Departamento de Direito Público. O mesmo para qual enviou O Amante das Amazonas!

    ResponderExcluir